sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Clara Nunes - A Deusa dos Orixás


A voz mais sublime e delicada, era a poesia em pessoa.A mineirinha que nasceu dia 12 de agosto de 1943 no distrito de Cedro, trabalhou numa fábrica de tecidos, participou do concurso A Voz de Ouro ABC (1960), vencendo a etapa mineira e obtendo terceiro lugar na final em São Paulo. Começou a cantar na Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, e ganhou um programa exclusivo: Clara Nunes Apresenta, na Tv Itacolomi, exibido por um ano e meio. Também se apresentava em clubes e boates na capital mineira onde viveu até 1965, quando se mudou para o Rio de Janeiro.


”Se vocês querem saber quem eu sou
Eu sou a tal mineira
Filha de Angola, de Ketu e Nagô
Não sou de brincadeira
Canto pelos sete cantos
Não temo quebrantos
Porque eu sou guerreira
Dentro do samba eu nasci,
Me criei, me converti
E ninguém vai tombar a minha bandeira”

Trecho de Guerreira - Composição: João Nogueira / Paulo César Pinheiro

No dia em 5 de Março de 1983 Clara teve Morte Cerebral, sendo oficiada sua morte no dia 2 de abril do mesmo ano, exatos 7 anos mais tarde eu nasceria, no dia 5 de março de 1990. 

 - Eu só conseguia dormir embalada com o doce canto de Clara Nunes, era Morena de Angola (música de autoria de Chico Buarque “minha outra paixão”) que me fazia dormir e foi assim até o dia que já crescida comecei a cantar o disco A Deusa Dos Orixás.
Não sei como não furei este disco, de tanto ouvir.

 -------------------------------------------------------------------

Para a eterna Clara, muita luz e muito axé!

Clara Nunes
Composição: Aluízio Machado - Ovídio Bessa

O sol se escondeu
O céu se enuveceu
Se fez um véu de tristeza singular
E o Rio que foi festa em fevereiro
Parou todo um dia inteiro
Tão somente pra chorar
Chorar tristemente por aquela
Que cantou pela Portela
Também a Portela chorou

Vai fazer falta na avenida
Quem viveu cantando a vida
Não morreu, desencantou


Será que Oxalá com seus ciúmes
Quis sentir os seus perfumes
E ouvir o seu cantar
Clara guerreira
Mineira faceira

A que fez Madureira de novo chorar
A morte pra mim não é despedida
Porque a morte é a vida
Que se faz continuar


Para saber +

http://pt.wikipedia.org/wiki/Clara_Nunes

http://www.mpbnet.com.br/musicos/clara.nunes/

http://letras.terra.com.br/clara-nunes/

2 comentários:

Scorpion Silence disse...

nhaai, a voz dela é linda mesmo ^^
puxa...
bela homenagem.

beeijo, hei!!!!

Cairo Braga disse...

Pertence a Cairo Braga te indicou ao Prêmio Dardos!
Isso significa que eu acho seu blog o máximo!

Mas se vc quer ver isto dito de uma maneira mais formal: http://cairobraga.wordpress.com/2009/03/12/premio-dardos/

BJOSMIL
CB

Ominia vincit

"O vitorioso é aquele que nunca desiste"